As áreas mais turísticas de Londres São seguros, pois estão sempre lotados e a maioria é monitorada por câmeras de circuito interno de televisão, incluindo metrô e ônibus. Porém, como em qualquer cidade grande, existem alguns bairros que não é recomendável visitar, que listaremos a seguir.

Abaixo, você tem um índice com todos os pontos que abordaremos neste artigo.

Bairros e áreas mais conflitantes

Decida quais são as áreas e bairros mais conflitantes em Londres é, na realidade, uma tarefa complicada e sujeita à visão pessoal de cada um. Embora não possamos generalizar, é verdade que há uma série de bairros considerados perigosos ou, pelo menos, conflitantes.



Em traços largos, o Sul do Londres Abrange a área mais rejeitada para morar por turistas e até pelos próprios londrinos, devido ao aumento dos índices de criminalidade verificados nos últimos anos.

Bairros como Brixton, Stockwell e Balham, entre outros, são os de menor prestígio entre os turistas e nativos. Em geral, são áreas com grande diversidade étnica e problemas socioeconômicos, além de elevada taxa de desemprego e criminalidade.

Locomover-se de táxi, ônibus ou metrô é outra coisa que a maioria dos turistas questiona se é seguro, principalmente no caso do metrô. Como já mencionamos, Londres é uma cidade com alto índice de turismo.

Por isso mesmo, durante o dia você sempre encontrará ruas cheias de gente passeando e visitando os diversos pontos turísticos da capital britânica. O mesmo quadro pode ser observado quando se trata de viajar no transporte público, que à luz do dia não representa nenhum tipo de perigo, exceto a presença de batedores de carteira.

De noite, o último metro passa às 00h30, o que significa que a partir da meia-noite deixa de ver as pessoas nas diferentes estações e é aí que se recomenda não andar nestas zonas, pois pode haver presença de gangs de rua ou outros grupos problemáticos.

Na realidade, quando se diz que um bairro é conflituoso ou perigoso, não se refere ao bairro como um todo, mas a certas áreas dentro dele em que as estatísticas indicam que deveria Cuidado ao acessá-los.

Geralmente são estações de metrô, cruzamentos de ferrovias, certos parques ou edifícios, etc. De qualquer forma, aqui está uma lista dos bairros mais perigosos da capital britânica:

Brixton

Localizada no município de Lambeth (Condado da Grande Londres ou Grande Londres), Brixton faz fronteira com Stockwell, Camberwell e Streatham, entre outros. No período de 1981 a 1995, várias perturbações ocorreram no seu interior, geralmente devido aos profundos problemas sociais e econômicos que envolvem esta área. 24% de sua população total é de origem africana e caribenha, razão pela qual esta área é popularmente conhecida como a comunidade afro-caribenha em Londres.

Elefante e castelo

Elefante e Castelo compreende a área tradicionalmente conhecida como Newington e é na verdade um entroncamento ferroviário localizado no distrito de Southwark. A sua fama fez com que fosse conhecido com este nome em toda a zona envolvente, onde existem locais de certa popularidade como o Elephant and Castle Shopping Centre ou o grande bloco residencial Metro Central Heights.

Hackney

É um município conhecido localmente como The London Borough of Hackney e está localizado a nordeste da cidade. Como muitos outros bairros de Londres, é uma área multiétnica onde existe um forte contraste cultural que cria fortes contrastes entre seus habitantes. Ele Borough of Hackney, composta por 60% da população que não pertence ao grupo britânico branco, é a área com pior reputação na capital britânica.

Peckham

Peckham é outro dos bairros considerados conflituosos no sul de Londres, no distrito de Southwark e 5,6 km a sudeste de Charing Cross. Com seus mais de 11.000 habitantes, é um dos principais centros urbanos da área metropolitana da Grande Londres. Este bairro tem a reputação de ser inseguro devido à presença de gangues e também devido aos tumultos que abalaram Londres e a Inglaterra em geral em 2011.

Soho

Esta área pertencente à cidade de Westminster, no West End de Londres, constitui uma das principais áreas de lazer da cidade. Embora hoje, devido às transformações ocorridas nos anos 80, seja uma área segura, muitos são os que ainda lhe dão uma certa má fama, talvez pelo legado deixado pela presença de sex shops e dos vida noturna durante o século XNUMX, o que o tornou famoso por ser sujo e perigoso. Por sua parte, Chinatown Também não é considerada uma área perigosa, apesar da crença popular.

Terrorismo

O terrorismo é uma ameaça muito presente no Reino Unido, segundo dados do Home Office (Home Office) Britânico.

Assim, apenas no período de 2001 a 2009, quase 2.000 pessoas foram presas no Reino Unido por causas diretamente relacionadas ao terrorismo, das quais mais de 400 foram acusadas de cometer um crime terrorista e quase 300 foram condenadas.

Um total de 58 organizações internacionais foram proibidas pelo governo britânico, a maioria sob o Lei de Terrorismo de 2000 (Lei do Terrorismo 2000) e alguns ao abrigo da Lei do Terrorismo de 2006 por defendê-la.

Em suma, de acordo com o Índice de Terrorismo Global de 2014, uma pessoa no Reino Unido tem 188 vezes mais probabilidade de ser vítima de um homicídio, enquanto nos Estados Unidos esse número é reduzido para menos da metade.

Entre os vários ataques terroristas que Londres viu nas últimas décadas, o Ataques de 7 de julho de 2005. Quatro explosões paralisaram a rede de transporte público da cidade durante a hora do rush, especificamente às 8h50.

Os três primeiros aconteceram no metrô de Londres, enquanto o quarto aconteceu em um ônibus na Praça Tavistock. Um total de 56 pessoas morreram após esses ataques e 700 ficaram feridas. Em última análise, este foi o ato terrorista mais sangrento no Reino Unido nos últimos tempos.

Além disso, em 2013, outro ataque ocorreu nas mãos do Terrorismo islâmico. Envolveu o assassinato de um soldado em Woolwich, um bairro londrino no sudeste da capital que adquiriu a reputação de ser muito perigoso como resultado desse ataque.



Desde 2012, quando aconteceram os Jogos Olímpicos de Londres 2012, e especialmente em 2015, Londres está em risco após os ataques em Paris (França) e Copenhague (Dinamarca).

Um novo caso ocorreu em março de 2017, quando um carro atacou vários transeuntes nas proximidades do Parlamento britânico, resultando em várias mortes. Novamente, em 3 de junho deste ano, houve um atentado na cidade em que ocorreram atropelamentos e esfaqueamentos, que novamente deixaram dezenas de feridos e um número significativo de mortes.

Dicas úteis

Como você já deve ter visto, se viajarmos para Londres e passarmos pelo centro turístico, nos encontraremos em um área segura no qual podemos caminhar e fazer turismo de forma descontraída.

Porém, tomar uma série de cuidados básicos é sempre uma medida altamente recomendável, já que em Londres, como em outras capitais mundiais, há a presença de ladrões, batedores de carteira e outros criminosos que vão atrás de turistas porque sabem que a sua os níveis de cautela são baixos para aproveitar o que a cidade tem a oferecer.

Para que você não perca esses detalhes, damos uma série de dicas muito úteis.

Agentes de segurança

Se você viajar para Londres, pode ficar calmo porque a cidade possui a força policial mais antiga do mundo, a Serviço de Polícia Metropolitana. Isso torna Londres um lugar seguro para o turista.

Além disso, possui outros 4.000 agentes de suporte chamados Oficiais de apoio comunitário da polícia que podem ser vistos nas ruas com frequência e que estão preparados para lutar contra pequenos crimes.

Número de emergência

O número de emergência no Reino Unido é 999. Ligar para este número o colocará em contato direto com a polícia, corpo de bombeiros ou ambulância. Ao telefonar deverá informar o motivo da sua emergência e, posteriormente, será disponibilizado o serviço correspondente.

Se você sofreu um acidente e precisa encontrar uma farmácia, ir ao hospital ou chamar um táxi, você terá interesse em ler nosso artigo Endereços e números de telefone de interesse em Londres.

Roubo ou crime no metrô

Como mencionamos acima, a presença geral de ladrões e batedores de carteira, em particular no metrô, é alta. Por este motivo, a polícia de Londres tem um serviço especial chamado Polícia Britânica de Transportes para lidar com esses crimes.

Também possui escritórios na maioria das principais estações de metrô e trem da cidade. Porém, se você não conseguir acessar esse serviço, poderá sempre acessar a tradicional Polícia Metropolitana.

alojamento

Uma medida muito básica é não deixar objetos de valor ou documentos importantes no hotel ou no quarto do albergue. Em qualquer caso, se por qualquer motivo não puder levar consigo o seu passaporte, cartões de crédito ou qualquer coisa de valor, é melhor alugar um cofre no hotel.

Ao cair da noite

Já mencionamos isso antes, mas embora o metrô feche às 00h30 e não haja altos índices de crimes noturnos em Londres, não recomendamos andar por ruas mal iluminadas à noite.

Se ainda assim não for possível evitar, o mais sensato a fazer é estar sempre alerta e evitar atividades que possam diminuir sua atenção, como olhar para o celular e usar fones de ouvido. Além disso, se você for de ônibus noturno, aconselhamos que se sente no primeiro andar, pois é uma área visível para o motorista.

Táxis ilegais

Em Londres, existe uma importante rede de motoristas de táxi piratas cujo principal objetivo é o desconhecimento do turista da realidade londrina.

Cuidado especial deve ser tomado com esses minicabs ilegais, pois além de não possuírem permissão para transportar passageiros, seu veículo muitas vezes não cumpre o estado ideal de condução, aumentando o risco de acidente de trânsito.

Para evitar que você pegue um táxi ilegal, tente comprá-lo em um escritório e defina o preço da viagem assim que entrar no carro.

Londres com crianças

Se você estiver viajando para Londres com crianças, lembre-se de não perder seu filho de vista nem por um segundo. Embora esse conselho possa parecer muito óbvio, ele deve ser levado em consideração em uma cidade tão grande como Londres.

Com tantas pessoas passeando pelo centro da cidade, negligenciar-se por um momento pode significar não encontrá-lo no meio da multidão. Se for muito jovem, uma boa opção de segurança pode ser usar um cinto de segurança infantil.

Este artigo foi compartilhado 156 vezes. Passamos muitas horas coletando essas informações. Se gostou, compartilhe, por favor: