Contratar um guia turístico é uma das melhores decisões ao planejar sua própria viagem. Para isso é importante saber como são utilizados e qual o seu conteúdo, bem como as suas vantagens e desvantagens. Da mesma forma, mostramos os melhores guias em espanhol do mundo.

Abaixo, você tem um índice com todos os pontos que abordaremos neste artigo.

Se você deseja informações específicas sobre um lugar específico, clique no destino desta lista que é do seu interesse:



Vantagens e desvantagens

A partir da definição de um guia turístico, é uma publicação impressa ou digital que reúne informações de interesse e utilidade para o turista sobre um destino, itinerário ou área geográfica. Em suma, eles são livros para o viajante.

Essas publicações têm vários benefícios. O principal é o seu utilidade, pois nos permite saber rapidamente o destino que vamos visitar, incluindo mapas e informações úteis. Enfim, com eles podemos ver o mundo, planejar nossa viagem e até aprender sobre a história.

Outra vantagem é que hoje podemos encontrá-los em diversos formatos, adaptando-nos às nossas necessidades: em livro, online, para telemóvel através app, guias de áudio, para livros eletrônicos, como Kindle ou iPad, etc.

Existem até edições infantil, incentivando-os a descobrir novos lugares e apresentando-os ao mundo das viagens. Alguns dos mais proeminentes são feitos por Memolaviajar.com, Lonely Planet e Nórdica Libros.

No entanto, também encontramos algumas desvantagens. Um deles é o custo, já que os de qualidade costumam ter um Preço Alto. Além disso, se for uma edição antiga, as informações podem estar desatualizadas e, portanto, inúteis ou mesmo prejudiciais à nossa jornada.

Uma última desvantagem é que se o guia for conhecido, os conselhos e percursos que mostra serão seguidos por muitas pessoas, por isso é possível que apenas visitemos os locais mais movimentados do destino onde nos encontramos.

Como são usados ​​os guias turísticos?

É importante saber como usar esses livros. Você não precisa seguir a ordem predeterminada da publicação, mas pode ler as seções que mais lhe interessam a qualquer momento.

Os guias turísticos geralmente têm um índice em que as seções deste são indicadas. Portanto, a melhor maneira de pesquisar é usar esta seção. Desta forma, encontramos o que mais nos interessa da forma mais direta.

Se esta é a primeira vez que você o usa e deseja ter uma ideia geral do destino, é melhor primeiro ler a seção sobre como chegar e como se locomover. Em seguida, localize no mapa a área onde você vai estar e as atrações que estão próximas a ela.

Depois de ler as informações sobre as atrações que estão na área que vai visitar, você pode passar algum tempo na seção de conselhos para orientá-lo sobre onde dormir ou em quais restaurantes comer. Desta forma, você terá uma ideia completa e rápida do destino.

Para que servem?

A principal função de um guia de viagem é conceder informação sobre um local e, assim, oferecer uma espécie de assistência turística. Em geral, os dados que eles contêm são os seguintes:

  • localização
  • Instruções
  • Procedimentos de Migração
  • O que ver e o que fazer
  • Onde dormir e onde comer
  • Outras informações e recomendações

Assim, outra de suas funções é aconselhar ou recomendar, uma vez que o editor desses livros já passou por aquele destino e sabe o que podemos encontrar nos lugares e estabelecimentos que visitamos.



Existem diferentes tipos de guias, que se adaptam ao gosto de cada viajante. Alguns deles explicam como viajar com crianças ou mochileiros para um destino, outros enfocam os aspectos culturais do lugar, etc.

Podemos até encontrar guias online com conteúdo satânico e de terror, nos quais nos mostram lugares que aparecem em filmes de terror, como Thamesmead, o bairro de Londres protagonista de "A Clockwork Orange".

Os melhores guias do mundo

Os guias mais famosos em espanhol e recomendados pelos viajantes são os seguintes:

  • Globetrotter: são publicados pelo Grupo Anaya e traduzidos da coleção francesa Guia para o Routard.
  • Lonely Planet: começaram a ser publicados na década de 70. Você pode adquiri-los através da Fnac, entre outros portais.
  • interseção: seu departamento de viagens produz publicações gratuitas e para download em seu site. Eles têm um total de 28.
  • Michelin: sob o nome de O Guia Verde Eles mostram os melhores roteiros e atrações. Eles também têm publicações temáticas, como viagens de caravanas.
  • de Deus Editores: Provêm de uma família argentina apaixonada por viagens. Atualmente, eles têm mais de 100 títulos.
  • Geografia nacional: As coleções do Diario Clarín, na Argentina, oferecem traduções para o espanhol exclusivamente desta importante entidade
  • Jornal La Nación: Apesar de este jornal argentino não ter publicado guias, faz suplementos turísticos muito interessantes para viajantes
  • COPEC: a Compañía de Petróleos de Chile conta com os Guias Chiletur. Eles são vendidos em alguns postos do país, embora também publiquem muitas informações em seu site.

Alguns desses guias, como o Lonely Planet ou National Geographic, são mundiais, ou seja, possuem livros desse tipo em inglês e em outros idiomas. Devido à sua fama, é fácil obtê-los de segunda mão em muitos portais da Internet.

Além disso, muitos destinos turísticos, como Barcelona, Sevilha o Madri publicar seus próprios edições oficiais no formato de app (aplicativo) para celular ou tablet, para que você possa utilizá-los facilmente durante o passeio pela cidade.

Se preferir usar guias mais originais, a editora Anaya Touring tem a coleção Inspiração para viagens, com a qual pretende entusiasmar os viajantes de uma forma diferente. Um de seus livros é intitulado Os melhores destinos para observar os céus da Espanha.

Recomendações para o uso

Embora as informações nos guias de viagem sejam geralmente muito úteis, recomendamos que você não as siga à risca. Ou seja, se durante a viagem você descobrir um lugar que não consta no livro, é aconselhável vivê-lo. por ele mesmo.

Ao utilizá-lo, você deve passar a maior parte do tempo antes de viajar, para organizar tudo corretamente, e usar o livro durante a viagem apenas como referência.

O mais importante na hora de procurar um bom livro para o viajante é observar a data de publicação. Quanto mais recente for, melhor, pois estará mais atualizado e não conterá informações desatualizadas ou desatualizadas.

Há um grande número de editoras que publicam guias, então é melhor adquirir um que tenha boas opiniões e seja recomendado por outros viajantes, pois você pode encontrar alguns de baixa qualidade.

Devemos também levar em consideração o tamanho, pois se vamos usá-lo durante a viagem é conveniente que obtenhamos uma edição de bolso, mais manejável e leve.

Outra opção é adquiri-lo online, para transportá-lo confortavelmente no seu celular ou tablet, ou instalar um dos app que mencionamos acima. Verá assim que viajar com guia turístico é uma opção altamente recomendável.

Este artigo foi compartilhado 61 vezes. Passamos muitas horas coletando essas informações. Se gostou, compartilhe, por favor: