China É um dos maiores e mais populosos países do mundo, além de ser um dos mais visitados por sua atrações de caráter histórico, cultural, artístico e místico. Dentro dos espaços místicos que encontramos em China localizamos aqueles destinados a religião chinesa.

La religião tradicional chinesa é constituído como um conjunto de crenças ancestrais cuja origem ainda é incerta hoje, mas mesmo assim, sabemos que as origens do religião chinesa Foi o resultado da influência de diferentes tendências religiosas, como islâmica, budista, taoísta, católica e protestante. Sendo desde o início um conglomerado de mitos e cultos estabelecido fundamentalmente no adoração politeísta para deuses naturais, o culto à morte e a veneração dos ancestrais.

Uma prática importante de religião chinesa que vem desde seus primórdios é o culto aos ancestrais. Os ancestrais são considerados possuidores de experiências agradáveis ​​e uma das principais formas de explicação e compreensão de questões complexas, como a morte. Por isso, os ancestrais foram e são venerados por meio da realização de ritos especiais, sacrifícios e banquetes, todos realizados em um determinado templo.

Outro ponto importante do religião chinesa É a morte entendida como uma réplica da vida na Terra, uma vez que a cada indivíduo, no momento da morte, foram atribuídas várias almas, que permaneceram dentro do corpo e lhe permitiram continuar a existir, embora agora no subsolo.

Por fim, vale esclarecer que, atualmente, a religião tradicional chinesa conta com centenas de milhões de adeptos, e embora nenhum religião é a dominante, o budismo é a religião com maior número de adeptos.