Dependendo da nacionalidade e do propósito da viagem, pode ser necessário um DNI, passaporte ou visto para viajar ao Brasil. Por este motivo, explicamos os diferentes casos, bem como a vacinação recomendada para visitar o país e outros requisitos.

Abaixo, você tem um índice com todos os pontos que abordaremos neste artigo.

Documentação Necessária

Dependendo da nacionalidade do visitante e do motivo da viagem, para entrar no Brasil pode ser necessário o DNI, passaporte ou visto.



ID e passaporte

Estes são os países para os quais DIAS (Documento Nacional de Identidade) é documento válido ao entrar no Brasil pelo período máximo de 90 dias, desde que seja como turista:

  • Argentina
  • Bolívia
  • Chile
  • Colômbia
  • Equador
  • Paraguai
  • Peru
  • Uruguai
  • Venezuela (licença de 60 dias)

Esses territórios, membros do Mercosul (Mercado Comum do Sul), podem solicitar uma prorrogação de mais 90 dias na Polícia Federal do Brasil, mas não pode ultrapassar 180 dias por ano.

No caso da Argentina, sofreu alterações em seu Documento de Identidade. Portanto, não é mais possível usar o ID antigo, o verde. No entanto, seus habitantes podem usar o DNI celestial e o cartão que o acompanha.

Existem outros países que, apesar de não necessitarem de visto, são obrigados a ter um passaporte com validade mínima de seis meses na data da viagem:

  • A: Albânia, Alemanha, Andorra, Antígua e Barbuda, Armênia e Áustria
  • B: Bahamas, Barbados, Bélgica, Belize, Bielo-Rússia e Bulgária
  • C: Chipre, Cidade do Vaticano, Coréia do Sul, Costa Rica e Croácia
  • D: Dinamarca e Dominica
  • E: El Salvador, Eslováquia, Eslovênia, Espanha e Estônia
  • F: Filipinas, Finlândia e França
  • G: Geórgia, Granada, Grécia, Guatemala e Guiana
  • H: Honduras, Hong Kong e Hungria
  • I: Irlanda, Islândia, Ilhas Seychelles, Israel e Itália
  • J: Jamaica
  • K: Cazaquistão
  • L: Letônia, Liechtenstein, Lituânia e Luxemburgo
  • M: Macau, Macedônia, Malásia, Malta, Marrocos, México, Mônaco, Mongólia e Montenegro
  • N: Namíbia, Noruega y NZ
  • P: Holanda, Panamá, Polônia e Portugal
  • R: Reino Unido, República Tcheca, Romênia e Rússia
  • S: São Cristóvão e Névis, São Marino, São Vicente e Granadinas, Sérvia, Singapura, África do Sul, Suécia, Suíça e Suriname
  • T: Tailândia, Trinidad e Tobago, Tunísia e Turquia
  • U: Ucrânia

Os viajantes desses países podem permanecer no Brasil por 90 dias, com exceção de Cingapura e Cazaquistão, cujo máximo é de 30 dias. Além disso, esses territórios não precisam de visto se a viagem for a negócios, exceto para Bahamas, Barbados, Guatemala, Liechtenstein e Malásia.

Além do passaporte, o cidadão deve apresentar passagem aérea de ida e volta, prova de que dispõe de meios financeiros suficientes para a sua manutenção no Brasil (o mínimo é 170 reais por dia, o que equivale a cerca de 80 euros) e prova de que dispõe de alojamento, que pode ser:

  • A reserva de um hotel já paga; ou que os meios de pagamento com cartão de crédito sejam garantidos.
  • um carta de convite de um brasileiro ficar em sua casa. Você deve informar o prazo de permanência e ir com firma reconhecida em cartório e comprovante de residência.

visto

O resto dos países, incluindo Cuba, Haiti, Nicarágua e Panamá, sim eles precisam visto de férias para o Brasil.

A documentação necessária para a obtenção do visto de turista é a seguinte:

  • Formulário de pedido de visto
  • Passaporte válido por um mínimo de 6 meses
  • Certificado de vacinação contra febre amarela, válido por pelo menos 10 dias no momento da viagem
  • Fotocópia da passagem de ida e volta. Caso este documento não seja possível, é necessário apresentar a situação das contas bancárias e / ou cartões de crédito
  • Fotografia recente tamanho passaporte
  • Prova de solvência financeira. Você deve apresentar o cartão de crédito e o extrato bancário do dia e dos últimos três meses
  • Pagamento da taxa consular (cujo preço varia de acordo com a nacionalidade do viajante)

Se você planeja viajar para o Brasil a trabalho, o requisito de entrada é um visto de residência temporária ou permanente. Para isso, você precisa de um contrato de trabalho. A empresa brasileira deverá entregar este contrato firmado por ambas as partes à Secretaria de Imigração do Ministério do Trabalho.

Assim que a secretaria conceder a autorização de trabalho, a empresa deverá enviar-lhe o contrato para que você possa solicitar o visto em um dos consulados brasileiros em seu país de origem.

Além disso, se você quiser ir para o Brasil, como estudante, é necessário solicitar outro tipo de visto. Este documento é válido por um ano, prorrogável por iguais períodos, desde que haja boa matrícula e bom desempenho escolar. Além dos documentos necessários para o visto de turista, devem ser apresentados os seguintes documentos:

  • Duas fotos tamanho passaporte
  • Certificado médico
  • Ficha criminal
  • Prova de registro

Outros requisitos

Sim um abaixo dos anos 18 você está indo para o Brasil sozinho ou com um de seus pais, você precisará portar uma autorização oficial de viagem aceita por ambos os pais. Se a criança for com ambos os pais, não é necessário.

No caso da Espanha, não necessita de autorização, visto que a posse do passaporte pelo menor já implica aprovação. Se a criança ou bebê tiver dupla nacionalidade e houver nacionalidade brasileira, é necessária a autorização de ambos os pais.

Por outro lado, a entrada no país é permitida com animais de estimação. Os requisitos para cães e gatos são os seguintes:

  • Vacinação anti-rábica nos últimos 90 dias. Se o animal tiver menos de 90 dias de idade, deve ser preparada uma carta informando que ele não esteve em nenhuma área onde possa ser encontrada a doença.
  • Se você é da União Europeia, deve fazer um teste sorológico, que será solicitado no retorno da viagem.
  • Certificado Veterinário Internacional (CVI) que reflete que o animal possui todas as garantias sanitárias necessárias para a viagem.
  • O CVI deve incluir vacinas atuais e tratamentos veterinários aos quais o animal foi submetido nos últimos três meses.
  • 15 dias antes da viagem, tratamento eficaz de amplo espectro contra parasitas internos e externos.
  • 10 dias antes, exame clínico realizado por médico veterinário em que seja comprovado que não há evidência de parasitose.

No caso de furõesAlém dessas condições, você deve ter um Certificado Zoosanitário de Exportação, bem como uma licença de importação previamente fornecida pelo Ministério da Agricultura do Brasil.

Vacinação

Atualmente, o Ministério da Saúde do Brasil (conhecido em outros países como MINSAL) não exige nenhuma vacinação dos viajantes que decidem visitar o país. No entanto, a vacinação contra febre amarela em pessoas com mais de nove meses.



Esta doença não é perigosa em alguns territórios como Fortalea, Arrecife, Rio de Janeiro ou algumas áreas de São Paulo. No entanto, para outros locais turísticos, como o Cataratas de Iguaçu ou da Amazônia, é aconselhável.

A vacina deve ser aplicada dez dias antes da viagem à região de risco. Porém, se não for a primeira vez, não é necessário fazer com antecedência. Em algumas cidades, aeroportos e ônibus do Brasil eles oferecem gratuitamente.

Se você for para a Amazônia, deve saber que existe o risco de malária ou malária. Não existe vacina para esta doença, mas existem medicamentos profiláticos. Como a doença é transmitida pela picada de mosquito, é recomendável usar roupas leves e de mangas compridas, além de aplicar repelente.

Outro transtorno presente no país é a dengue. Também é transmitida por um mosquito, que é pequeno, de patas compridas, de cor escura com listras brancas. O risco aumenta nos meses de verão e nas estações chuvosas.

Em 2016, houve um boom no vírus zika no país, o que é perigoso para mulheres grávidas ou que planejam engravidar em curto prazo, pois pode causar microcefalia em bebês.

Os brasileiros também tiveram que se vacinar na esteira do boom do turismo. Em 2014, ano da Copa do Mundo, moradores e turistas foram orientados a fazê-lo contra o sarampo e a rubéola, doenças presentes em alguns dos países participantes do campeonato.

Para evitar qualquer transtorno, é aconselhável beber água engarrafada ou previamente fervida, além de não comprar comida de rua e evitar laticínios nas áreas rurais.

Se precisar de mais informações sobre este tópico, recomendamos que leia o seguinte artigo: Vacinas para viajar ao Brasil: doenças e requisitos de saúde.

Meios de transporte

Conforme indicado pela AFIP (Administração Federal das Receitas Públicas da Argentina), os motoristas de um país do Mercosul (Argentina, Colômbia, Peru, Venezuela, etc.) devem ter esta documentação para viajar ao Brasil em carro ou autocaravana:

  • Identidade
  • Documento que qualifica o viajante como turista
  • Se o condutor não for o proprietário do veículo: «Cédula Azul» em nome do condutor ou autorização para conduzir e sair do país de origem com o veículo (neste caso poderá ser exigida a «Cédula Verde»). Caso o motorista seja cônjuge do proprietário ou parente até segundo grau, não é necessária autorização, mas deve ser comprovado o vínculo familiar
  • Título ou documento oficial de propriedade do veículo
  • Comprovante de seguro vigente no Mercosul
  • O carro deve ser registrado na Direção Nacional dos Registros Nacionais de Bens Automotivos e Créditos Penhor

Para os motoristas que usam carros com combustível GNV, é importante saber que esse tipo de combustível não está disponível em todos os estados do país, como Pará ou Roraima.

Pessoas chegando no Brasil em avião ou navio de cruzeiro, não devem apresentar nenhum documento especial, apenas os já indicados acima e a passagem para poder embarcar no meio de transporte.

Perguntas de usuários

É possível viajar para o Brasil com pouco dinheiro?

Se reservar o voo com bastante antecedência, será mais barato do que se o fizesse de última hora. Além disso, existem algumas plataformas na Internet que permitem que você fique gratuitamente com alguns convidados do país, como Couchsurfing o Troca de noites.

De qualquer forma, mesmo que você ganhe a viagem com pouco dinheiro, lembre-se de que é preciso demonstrar solvência financeira para entrar no país. Você deve ter pelo menos 170 reais (€ 80) para cada dia de estadia.

Quanto vale o passaporte para ir ao Brasil?

O preço do passaporte não depende do destino, mas sim do país de origem. Portanto, em cada Estado é diferente. No caso da Espanha, tem um custo de € 26. Para o México é 2.315 pesos (válido por 10 anos) e para a Guatemala, 30 dólares.

Como você consegue um passaporte para ir ao Brasil?

Dependendo do país, o passaporte é emitido em alguns escritórios da Polícia ou no Ministério das Relações Exteriores. Você deve solicitar uma consulta prévia e trazer todos os documentos necessários (documento de identidade, foto tipo passaporte e dinheiro ou comprovante de pagamento da taxa).

Como consigo reais para viajar ao Brasil?

Existem diferentes opções. Uma delas é trocar dinheiro em um banco de seu país antes de viajar. Você também pode fazer isso nas casas de câmbio do Brasil. Da mesma forma, é possível pagar com cartão de crédito ou débito. Por fim, você pode sacar reais diretamente em um caixa eletrônico do país.

Este artigo foi compartilhado 426 vezes. Passamos muitas horas coletando essas informações. Se gostou, compartilhe, por favor: